Egas.com
Jornal do Agrupamento de Escolas Egas Moniz - Guimarães
Pesquisa

A falar, a falar, a falar ...
Por José Louro (Professor), em 2014/04/21324 leram | 0 comentários | 111 gostam
Andamos nisto vai para oitocentos anos e ainda não nos cansámos! Pois fale, fale enquanto pode.
Esta nossa pátria - que é a língua portuguesa, como escreveu Pessoa - saiu do latim, evoluiu para o galaico-português e no Noroeste da Península Ibérica tornou-se português, aí por volta do século VI. A Reconquista Cristã levou a língua para o centro e depois para o sul deste território, quase retangular,
que é Portugal. Enquanto organismo vivo, a língua foi-se formando, ao princípio seria uma mistura de latim e galaico-português, por alguns chamado latim macarrónico e há vários documentos onde vemos o fenómeno, durante o século XII.

Mas é em 1214 que o testamento de D. Afonso II é escrito em português e se torna, para muitos, um documento fundamental para a nossa língua, a tal ponto que, se o lermos no original do século XIII, ainda hoje o entendemos (começa assim "En o nome de Deus. Eu rei don Afonso pela gracia de Deus rei de Portugal ...)

Mas deixemos a história. E hoje? A Língua Portuguesa é falada por cerca de 250 milhões de pessoas, é a 5ª mais falada no mundo, a 3ª mais falada entre as línguas europeias, a 6ª mais usada nos negócios, a 5ª mais falada na Internet e a 4ª no Twitter. E eu tenho para mim que é a nossa maior riqueza, a par dos seus falantes.


Comentários

Escreva o seu Comentário